PROJETO BLOG EPC ENSINO MÉDIO

Olá pessoal, estamos de volta para compartilhar mais algumas informações do nosso projeto “Blog EPC Ensino Médio”. Hoje os nossos alunos do segundo ensino médio estão trazendo dois temas bem interessantes, o primeiro é “Trilha sonora nos jogos de vídeo game” e o segundo sobre ” A volta do esporte na pandemia.
Boa leitura! ; )

#BlogEPCEnsinoMédio

TRILHA SONORA NOS JOGOS DE VÍDEO GAME

Os jogos são hoje em dia algo extremamente moderno com gráficos ultra realistas e experiências que revolucionaram a indústria dos jogos, porém, há muitos anos atrás quando o videogame era uma caixa cinza que quando ligada através de cabos em outra caixa cinza produzia sons e vídeos que se tornaram icônicos e são hoje apelidados de “retrô”. De fato, se você viveu a época de 2000 onde os consoles atingiam o seu ápice de popularidade, então com certeza vai sentir nostalgia ao escutar “Playstation” dito por uma voz robotizada ou então escutar a clássica melodia de Super Mario World que é tida como a mais famosa de todos os jogos já produzidos na história.

Mas o que eu quero trazer hoje não é sobre a evolução dos consoles ou dos jogos, mas sim sobre um importante componente que é um dos mais importantes nos jogos, a sua ‘’Trilha Sonora’’. No começo dos jogos em 1958 quando Higinbotham deu luz ao que seria o primeiro videogame do mundo, recursos como a trilha sonora não eram tão importantes assim, afinal, não haviam recursos que conseguissem juntar experiências de jogabilidade tão avançadas. Os sons e músicas da época eram gravados e armazenados em formatos analógicos como cassetes e discos de vinil, porém eram maneiras muito caras e muito frágeis para serem usadas em jogos de fliperama ou até mesmo em consoles, uma alternativa prática para esse problema foi introduzir um chip de computador que transformava os códigos mandados pelo computador em ondas sonoras para um alto-falante por exemplo, com isso, uma nova era no mundo dos games foi iniciada e é conhecida como “A Era dos 8-bit” onde consoles famosíssimos como o Atari 2600 tinham a capacidade de gerar dois tons, ou seja duas notas de som o que na época era simplesmente o máximo. Com esse avanço na tecnologia, foi também criado um computador que é chamado de “Pioneiro dos sons digitais” o famoso Commodore AMIGA em 1985, o chip que havia dentro dele tinha quatro conversores independentes de sinais analógicos para digitais de 8-bit, falando em uma linguagem mais simples, no computador continham quatro chips capazes de fazer som e isso fazia com que as ondas sonoras que antes eram apenas um ‘’bip’’ podiam ser transcritas em “samples” que é o nome dado aos sons que são armazenados em mídia digital, ou seja, o computador era capaz não só de produzir novos sons como também podia armazená-los sem o uso de um vinil ou cassete. Com isso, muitos jogos começaram a apresentar suas próprias trilhas sonoras sendo o primeiro deles o “Carnival” lançado pela Sega em 1980 e é considerado o primeiro jogo a apresentar uma música de fundo contínua, pois os jogos anteriores usavam cassetes pré-gravados com músicas.

Agora que sabemos como são feitas, chegou a hora de falarmos sobre o impacto que uma trilha sonora pode ter na sua experiência enquanto joga um jogo. Muitos jogos como Mortal Kombat II, The Legend of Zelda: Ocarina of Time, Undertale, e muitos outros, tem tal reconhecimento não só graças a sua jogabilidade, mas sim devido a sua trilha sonora bem feita com alguns deles até vindo a se tornar referências no mundo dos jogos.

Há muito mais em uma trilha sonora do que apenas uma música, para se tornar de fato boa, é necessário estabelecer um laço entre a musica e o jogo, dessa forma a musica se torna parte de uma lembrança inesquecível de um jogo que por ser muito complexo ou muito emocionante marcou a sua vida como um jogador. Jogos como Undertale tem uma comunidade que ama o jogo pelo fato de seus melhores momentos terem acontecidos com uma música muito boa de fundo como a popular ‘’Megalovania’’ que é tocada na sua última batalha contra o inimigo mais forte, é tão popular e amada pelos fãs que no aniversario de 5 anos do jogo foi realizado uma orquestra com todas as músicas do jogo que foi capaz de reunir mais de dois milhões e quinhentos mil espectadores somente acompanhando a música de seu jogo favorito. Também é importante citar o jogo que venceu na categoria de melhor trilha sonora de 2019 pelo “The Game Awards”, Death Stranding é um jogo que foi muito aguardado e foi desenvolvido pela Kojima Productions e teve uma avaliação positiva em pesquisas feitas pelo público gamer, o jogo chegou a oitenta e dois de cento e onze pontos na avaliação de acordo com o metacritic, um renomado site de avaliações no mundo dos games.

O fato é, a trilha sonora de um jogo tem a capacidade de torná-lo único e uma trilha sonora que emocione o jogador junto de um momento importante do jogo pode marcar o mesmo quando se trata de jogos. Muitos jogos atuais prezam pela sua trilha sonora como se fossem o bem mais importante de um jogo e acredito que muitos desses jogos cujo a trilha sonora é o foco tendem a ganhar muita popularidade no mundo dos games.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: